sábado, 9 de outubro de 2010

Aqui transita a felicidade


Há muita história interessante de sapos. Podemos aprender preciosas lições com os anfíbios.
Fizeram experiência colocando vasilhas com água fervendo, e lançaram na água borbulhante, sapos, que saltaram para fora.
Mas, não se contentaram em ver os sapos saltando para fora do caldeirão. Em outra vasilha com água morninha, os bichos ficaram tranquilos e acomodados. Enquanto os homens começaram a esquentar a água aos poucos. E a água esquentou, esquentou mais, ferveu e ficou borbulhando...
E todos os sapinhos morreram fervidos. Não saltaram para fora, não pularam, apenas morreram sossegados, pelos fato de não perceberem que a circunstância ao redor deles tinha mudado.
Este é o quadro da vida de muitas pessoas. Tem gente morrendo, fervida pelas circunstâncias da vida, mas o que é pior, não estão percebendo. Pessoas infelizes, vivem assim, à semelhança de sapos fervendo.
As pessoas não se tornam infelizes, porque conscientemente escolhem ser infelizes. Não! As questões do dia a dia, o trabalho, a vida em família, as notícias ruins, o lazer, o amontoado de coisas que fazemos e os relacionamentos que desenvolvemos, podem transformar-nos em pessoas infelizes, magoadas, estressadas, sem motivação, Ficamos iguais sapos fervendo num mundo que se transforma cada vez mais num gigantesco moedor de felicidade.
A infelicidade, simplesmente vai acontecendo, e sem que a gente perceba, isto vai se tornando um estilo de vida, onde a alegria cede lugar para a tristeza, as coisas boas perdem o lugar para as coisas ruins, os pensamentos motivadores perdem o espaço para os pensamentos desanimadores, e por ai vai.
Isto não é viver na plenitude, não! Todo dia estamos fazendo nossas escolhas: infeliz ou feliz ? Sofrer com os problemas ou aprender com os problemas ? Reclamar do limão azedo ou fazer uma limonada? Amaldiçoar a vida ou viver a "vida em abundância? "
A felicidade existe. Para encontrá-la, depende das nossas realizações, nos caminhos da vida.

Stephen Grellet, escreveu: "Espero passar por este mundo apenas umas vez. Portanto, todo o bem que me for possível demonstrar a qualquer dos meus semelhantes, seja-me permitido fazê-lo hoje. Não permitirei que o adie ou negligencie, pois não passarei de novo por este caminho."

Aqui transita a felicidade. Percorra-o para encontrá-la. E, achando-a, conviva com ela.


3 comentários:

  1. Oi.. Tudo bem?
    Que bacana esse seu blog, muito interessante estou lendo vários textos aqui. Esse mesmo ta incrível. Parabéns pelo Blog e pelos Textos.
    Vou continua acompanhando seus textos, pois já tou seguindo já. Segue o meu lá também, tem um trabalho bem bacana.

    http://galeriadephotoos.blogspot.com/

    Saudações, Abraço!

    Suedivaldo

    ResponderExcluir
  2. Olá Vera Mattos,

    Excelente!

    Tantas e tantas vezes temos a oportunidade de escolha e simplesmente não escolhemos porque nos acomodamos, talvez tenhamos desistido!

    Belo texto e belíssima mensagem.

    Um abraço e até sempre,

    José Gonçalves
    (Guimarães)

    ResponderExcluir
  3. Oi Vera!
    Adorei estar por aqui.Parabéns pelos textos motivacionais e reflexivos,boa leitura.
    Obrigado por visitar e seguir o xanadu/poesias, seja bem vinda.

    Estarei sempre por aqui!
    Tácito

    ResponderExcluir