quarta-feira, 1 de agosto de 2012

CAPINZINHO TEIMOSO




CAPINZINHO TEIMOSO

No meio da corredeira
Por detrás da cachoeira,
Não sei como foi nascer,
Um valente capinzinho,
Que apesar de ser fraquinho,
Lutava para vencer.

Aquele capim mimoso,
Que eu batizei por teimoso,
Parecia com fé lutar,
Na corredeira arcadinho,
O pobre capinzinho,
Lutava e conseguia levantar.

Mal o pobre se empinava,
Em seguida se curvava,
Numa luta contra a sorte,
Como que para mostrar,
Que a teimosia em lutar,
Transforma o fraquinho em forte.

Que lição interessante,
Me ensinou naquele instante,
Aquele capim mimoso:
A vida é uma corredeira,
E a gente queira ou não queira
Tem que ser capim teimoso.


O nome Capim Teimoso surge do poema homônimo de autoria do poeta brasileiro Ochelsis de Aguiar Laureano.


O poema "Capim Teimoso" foi escolhido como referência por remeter à simplicidade do povo trabalhador que persiste na manutenção da vida e, sobretudo, na resistência e luta em prol de um mundo melhor.

Por meio de palavras simples, mas bem colocadas por Ochelsis Laureano, refletimos sobre as pessoas, sociedade e principalmente, sobre nosso papel enquanto cidadãos.

0 comentários:

Postar um comentário